whatsapp logog.png
Dra Tielle Name.png

Transforme-se num profissional especializado e referência em Autismo e TDAH

Inédita no Brasil, a primeira Pós-Graduação que ensina a identificar e tratar as comorbidades do autismo que geram sintomas neurológicos, a entender os impactos da epigenética e tudo sobre a relação do Autismo e TDAH com os sistemas gastrointestinal, imunológico, hormonal e neurológico.  Sob a coordenação da Dra Tielle Machado e da nutricionista Gabriele Correa, ambas trazendo suas experiências clínicas com mais de 4 mil atendimentos exclusivos à pacientes autistas e com os melhores professores médicos e nutricionistas especialistas, esta pós traz o que há de mais novo e científico sobre a abordagem INTEGRAL no autismo e TDAH.

Copy_of_IMG-20180812-WA0033-removebg-preview.png

PÓS-GRADUAÇÃO
Abordagem Integral no Autismo e TDAH

chapeu.png

RECONHECIDA PELO MEC

12 MESES (420 HORAS)

100% ONLINE

TIME DE PROFESSORES

Jaqueline.png
Denise.png
Gabi.png
Bruna.png
Denise Carreiro.png
martina.png
ticiane.png
Alessandro.png
Lucio.png
arabela.png
fabiano.png
Tielle.png

Veja alguns dos temas abordados:

Assista uma amostra da qualidade das aulas ONLINE aqui 👇

 Quem é Dra Tielle Machado?

 

Dra Tielle Machado é médica com 12 anos de experiência formada pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro e mãe de autista.

É pós-graduada em Nutrologia pela ABRAN e pós-graduada em Adequação Nutricional e Manutenção da Homeostase Endócrina pela Uningá e membra da Medical Academy for Pediatrics Special Needs (MAPS) nos Estados Unidos.

 

Hoje além da prática médica atua como palestrante, pesquisadora e ministra cursos de aperfeiçoamento para centenas de médicos e nutricionistas. Seus treinamentos ensinam a enxergar o autismo além dos sintomas, compreendendo que a bioquímica e a fisiologia humana fazem parte de um emaranhado quebra-cabeça a ser desvendado através dos marcadores biológicos que diferenciam o Transtorno do Espectro Autista das comorbidades associadas a ele.

Depoimento dos Alunos
O que dizem nossos médicos e nutricionistas sobre a nossa Pós-Graduação:
1.jpg
2.jpg
3.jpg
5.jpg
7.jpg
9.jpg
11.jpg
13.jpg
15.jpg
4.jpg
6.jpg
8.jpg
10.jpg
12.jpg
14.jpg
17.jpg
VAGAS LIMITADAS
Faça sua Matrícula com o maior desconto possível. É por tempo limitado!
lote 1.jpg

Pré-Reserva

ESGOTADO

 ESGOTADO 

lote 3 encerrando em breve.png

Encerra em 26/Maio

garantir minha vaga

Últimas Vagas!

lote 2 esgotado.png

Lote 2

ESGOTADO

 ESGOTADO 

Baixe o Descritivo Completo da Pós-Graduação
com o Calendário e Cronograma das aulas, ValoresPlanos de Pagamento
baixar ppc resumido.png
VANTAGENS DA PÓS-GRADUAÇÃO

1

Certificado reconhecido pelo MEC

2

Aulas de acompanhamento 100% online e ao vivo

3

Suporte online para dúvidas a qualquer momento

4

Vasto embasamento científico e material didático

5

Conteúdo 100% elaborado por especialistas

6

Aulas online gravadas em estúdio

Ao final dessa Pós-Graduação você será capaz de:

✅ Identificar precocemente o autismo em crianças.

Identificar o autismo em adolescentes e adultos.

✅ Diferenciar autismo de outros diagnósticos

e dar o devido tratamento ao seu paciente, otimizando prognóstico.

✅ Ampliar o conceito de intervenções precoce no autismo

e saber quais profissionais incluir na equipe multidisciplinar para otimizar o tratamento do seu paciente.

✅ Realizar a Conduta e manejo do paciente autista e/ou TDAH

com a visão integral, abordando questões bioquímicas, metabólicas, nutricionais, intestinais e imunológicas.

✅ Solicitar e interpretar exames laboratoriais

que auxiliem na identificação de comorbidades associadas ao autismo e/ou TDAH

✅ Identificar e agir frente às diversas comorbidades presentes no autismo,

sabendo diferenciar o que é do autismo e o que não é.

✅ Oferecer ao seu paciente as melhores estratégias

para buscar qualidade de vida e saúde para a pessoa autista e/ou TDAH

Pós-graduação Latu Sensu UniAmérica

Desenvolvida pela Dra Tielle Machado em parceria com a UniAmérica, o primeiro Centro Universitário do Paraná sem fins lucrativos e é considerada pelo MEC uma das instituições de ensino mais inovadoras do país. Com foco exclusivo no aprendizado real dos acadêmicos, o Centro Universitário tem o propósito de ser um ambiente de ensino e aprendizagem que permita gerar oportunidades para as pessoas serem protagonistas da própria evolução, através de processos educacionais inovadores e integrados à comunidade, em prol da transformação social. 

Uniamerica institucional.jpg

 DÊ UM SALTO NA SUA CARREIRA E NO SEU CONHECIMENTO CIENTÍFICO!

   A Ciência já provou que a Nutrição e Dietas Especiais Individualizadas melhoram a Saúde, o Aprendizado e o Comportamento das Pessoas com Autismo e Distúrbios Relacionados (veja alguns exemplos abaixo):

8.jpg

Nutrients publica o protocolo do estudo abrangente de nutrição / dieta em crianças com autismo que foi seguro e eficaz, resultando em: Aumento de 4,5 vezes na idade de desenvolvimento; Aumento do QI em 7 pontos; Redução dos sintomas de autismo; Diminuição do desconforto gastrointestinal; Diminuição da ansiedade e melhora do humor ..."

7.jpg

Frontiers in Psychiatry publica Revisão Sistemática e Metanálise que aponta a relação da Microbiota Intestinal e Autismo: Pesquisadores identificam diferenças significativas na microbiota de indivíduos autistas, evidenciam a associação entre o TEA e alteração da microbiota e reforçam a importância das pesquisas para um preciso tratamento microbiológico no TEA.

corrigido.jpg

Nutrients publica nova Revisão Sistemática e Metanálise sobre Autismo e Microbiota Intestinal: Pesquisadores confirmam que autistas apresentam uma maior disbiose intestinal que impacta não apenas nas comorbidades gastrointestinais, mas também na intensidade da sintomatologia autística e sua relação com a severidade dos sintomas do autismo

4.jpg

European Journal of Pediatrics publica Metanalise evidenciando a associação da Hipersensibilidade alimentar com o TEA: Pesquisadores evidenciam uma associação entre hipersensibilidade alimentar e o Transtorno do Espectro Autista, ressaltando que meninas e indivíduos com menos de 12 anos podem ser mais sensíveis a essa associação.

6.jpg

Clinical Nutrition ESPEN publica Metanálise mostrando que alimentos podem ajudar ou piorar os sintomas no TDAH: Revisão Sistemática e Metanálise confirma a relação da alimentação com os sintomas de TDA/H, em que alimentos não saudáveis podem piorar os sintomas, enquanto que uma alimentação saudável pode ajudar reduzir os sintomas significativamente.

9.jpg

Translational Psychiatry publica Revisão Sistemática e Metanálise relacionando marcadores de Estresse Oxidativo com Autismo: Marcadores de Estresse Oxidativo (como altos níveis de homocisteína, cobre, MDA e baixos níveis de glutationa, SAM/SAH e de vitaminas B9, B12, D e E) têm potencial para serem utilizados como marcadores de diagnóstico precoce no TEA

10.jpg

Journal of Molecular Neuroscience publica Metanálise que relaciona polimorfismos do receptor da Vitamina D e Autismo: Pesquisadores conseguem evidenciar o aumento significativo de risco de autismo em pessoas com o polimorfismo do gene VDR, receptor da Vitamina D.

11.jpg

BMC Pediatrics publica Metanálise que mostra a relação de autismo com o polimorfismo MTHFR e Vitamina B9: Pesquisadores confirmam que o polimorfismo MTHFR C677T, conhecido por causar aumento de marcadores inflamatórios e diminuição de folato livre no organismo, aumenta o risco de autismo.

APLIQUE TODO ESSE CONHECIMENTO CIENTÍFICO NA SUA PRÁTICA CLÍNICA 

ESTUDO 3.jpg

"Mortalidade intra-hospitalar entre adultos com transtorno do espectro autista nos Estados Unidos: uma análise retrospectiva dos dados de alta hospitalar dos EUA"

COMORBIDADES NÃO TRATADAS SÃO UM GRAVE RISCO

A maioria das comorbidades metabólicas, gastrointestinais e relacionadas à nutrição que se iniciam na infância da criança autista são tratáveis. Entretanto, quando são ignoradas por serem confundidas com sintomas do autismo, estas comorbidades se transformam em doenças crônicas no adulto autista que passam a ter maior chance de morrer prematuramente antes dos 40 anos, acumulando entre 10 a 27 comorbidades (muitas que poderiam ter sido tratadas) no momento da morte.

Através de uma análise retrospectiva de dados de 2004 à 2014 sobre 34,237 autistas, este estudo mostrou que adultos com transtornos do espectro autista que morreram em hospitais tiveram um risco maior de ter entre 10 e 27 comorbidades médicas observadas no momento da morte, incluindo diabetes, hipotireoidismo, artrite reumatóide, doença vascular do colágeno, obesidade, perda de peso, distúrbios de fluidos e eletrólitos, anemias por deficiência e paralisia.

 

A Pós-Graduação em Abordagem Integral no Autismo e TDAH é a primeira e única no Brasil a tratar esse tema ensinando estratégias para prevenção de doenças associadas às comorbidades do autismo e ao uso crônico de medicações desde a primeira infância.

SEJA UM ESPECIALISTA NO AUTISMO E TDAH

F.A.Q.