top of page
Dra Tielle Name.png

MARCADORES INTESTINAIS COMO FERRAMENTA DE DIAGNÓSTICO PARA O TEA



"Estudo de revisão descreve algumas possíveis estratégias de intervenção alimentar para modular a microbiota intestinal em indivíduos com TEA e destaca os biomarcadores associados à permeabilidade intestinal que podem ser utilizados como ferramenta de diagnóstico para intervenção precoce no TEA."

Pesquisadores apresentam biomarcadores para que se favoreça a intervenção precoce no autismo.


O mecanismo de doenças e transtornos que estão associados ao intestino ainda não está completamente entendido, pois dependemos da identidade da microbiota de cada hospedeiro para fazer correlações com uma infinita particularidade no mesmo individuo.


Ou seja, são muitas variáveis para se determinar um “padrão patológico” da microbiota, o que resulta (e continuará resultando) na dificuldade dos pesquisadores em publicar estudos clínicos bem desenhados e com evidências robustas, como esta própria revisão cita na conclusão.


O que se sabe é que a inflamação intestinal, gatilhos imunológicos derivados do MALT e GALT estão relacionados com sintomas extra intestinais e confundem a análise de muitos transtornos e doenças de diversas especialidades médicas. Isso é fato.

A Leaky Gut Syndrome (hiper permeabilidade intestinal) favorece a translação e passagem de moléculas, toxinas, microrganismos do lúmen intestinal para a corrente sanguínea, e a partir daí uma cascata de eventos imunológicos e inflamatórios culminariam em um transtorno ou doença (por exemplo: asma, a maioria das desordens neurológicas e diabetes tipo 2).


Os Biomarcadores avaliados pelo estudo foram:


* Calprotectina

* Zonulina

* Ocludina

* DC14 solúvel

* P-cresol


O mais interessante nesse estudo: Um conjunto de marcadores intestinais foi utilizado como ferramenta para a intervenção precoce no autismo, portanto os mecanismos que alteram esse marcadores devem ser manejados e tratados, e nesse caso é primordial uma dieta individualizada que promova a saúde da microbiota intestinal no hospedeiro.


O estudo ainda cita: “Uma dieta sem glúten é sempre recomendada para pessoas que sofram de doenças intestinais, pois a ingestão de glúten causa a destruição das vilosidades intestinais nesses pacientes”


Sds,

Dra Tielle Machado

👨‍🎓👩‍🎓 PÓS-GRADUAÇÃO EM AUTISMO E TDAH

📘 EBOOK GRATUITO AQUI

Você também pode nos encontrar aqui ↴

▼ INSTAGRAM:

▼ CANAL NO YOUTUBE:


📚 REFERÊNCIAS:


The use of biomarkers associated with leaky gut as a diagnostic tool for early intervention in autism spectrum disorder: a systematic review. Gut Pathogens. 2021 Sep 13 . doi: 10.1186/s13099-021-00448-y



Comments


  • Instagram
  • Facebook Basic Square
  • YouTube
Posts Recentes
bottom of page